11/02/2007

ÉTICA E MORAL

Do Blog do Elias (link ao lado)

"Observando os comportamentos dos políticos e as críticas a eles sobre a ausência de ética e moral, busquei o significado de ética e encontrei no dicionário de filosofia que ética, do grego ethikos, significa o que é habitual. Se gregamente falando a ética é o que é habitual, então os políticos parecem estar certos, ou seja, se habituaram a fazer o que entendemos errados, mas para eles é habitual, ou seja é ético, por exemplo: desviar erário público; maquinarem contra a população; usarem a máquina administrativa em proveito próprio e de grupos; enganar o povo...
Não diferente da ética, moral é relativo a costumes. Ou seja, o que os políticos fazem ou deixam de fazer, para eles é normal, é costume. Se acostumaram a fazer o que entendemos errados de tal forma que para eles é certo. Desta forma, ética e moral são apenas palavras. Se para nós é errado, imoral e antiético, roubar, desviar e enganar, para os que se acostumaram a praticar tais atos, é completamente normal praticá-los. Se tornaram habituais, costumeiros e, portanto, certos, morais e éticos. Talvez seja por isto que os que praticam desvios nas instituições públicas não são condenados nem presos. A própria justiça parece ter-se habituado/acostumado ao que entendemos errados. Também debruçados sobre dezenas de processos diários deve-se habituar-se, acostumar-se..."
O texto do Elias vem de encontro as discussões que estamos tendo na disciplina de "ÉTICA". Espero que tenha ajudado.

0 Commente:

Postar um comentário

links to post:

Criar um link

<< Home

  • XINGU